a ironia e o humor

Publicado: novembro 6, 2013 em devaneio, idéias, trocas textuais
Tags:,

é isso, cheguei a conclusão, que seja momentânea, de que prefiro muito mais a ironia ao humor. Eu já desconfiava, mas não tinha certeza se poderia admitir minhas preferências em relação ao humor. Já sou feminista. Feminista que prefere a ironia ao humor … serei queimada na fogueira dos politicamente incorretos de plantão, que adoram um “humor”.

A ironia é como uma mulher em seus quarentas, charmosa, decidida, livre, sabe o que quer, e nem precisa chamar a atenção para deixar isso claro, não precisa ser óbvia.

Já o humor, ainda que simpático, as vezes até interessante, é o primo distante da ironia, mais jovem, inseguro, que precisa ser bonachão e chamar a atenção, às vezes com atitudes e comentários sem graça, às vezes até divertidos, mas óbvios demais quase sempre. É boa gente, recurso divertido, (até necessário), mas facilmente age de forma burra e preconceituosa.

Neste texto publicado no blog do Sakamoto, Rodolfo Viana diz que a ironia não passa de uma bobagem e usa essa figura charmosa também para falar de sua definição! Mas discordo quando Viana diz que ela é “bonitinha, mas ordinária”. Eu diria que ela é sensual, charmosa, sedutora e ainda bem que ordinária!

Anúncios
comentários
  1. Lyna Cravo disse:

    “Mas fiquei sabendo que a poesia se encontra em todo lugar onde não estiver o sorriso, estupidamente zombeteiro, do homem, com cara de pato.” Lautreamont na tradução do Claudio Willer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s